Dr. Jorge Andréa dos Santos desencarna aos 100 anos

Desencarnou na última quarta-feira (1º/02), aos 100 anos de idade, o psiquiatra, escritor e conferencista espírita Jorge Andréa dos Santos. Pesquisador do Espiritismo Científico e Religioso, Dr. Jorge escreveu mais de trinta livros correlacionando a Doutrina e áreas como Psicologia, Parapsicologia, Reencarnação, Evolução, entre outros assuntos, além de ter contribuído com mais de 400 artigos publicados em revistas espíritas.
 
Nascido em 10 de agosto de 1916 em Salvador, Bahia, casou-se com a assistente social Gilda Andréa, com quem teve oito filhos. Foi médico Oficial da Força Aérea Brasileira (FAB), onde reformou-se. Mas, sua grande lide se deu no estudo da Doutrina Espírita e na sua divulgação de Norte a Sul do Brasil.
 
Durante 50 anos, atuou como expositor do Instituto de Cultura Espírita do Brasil (ICEB), sendo seu presidente no biênio 1984/1985 e, posteriormente, integrando o Conselho Diretor e sendo Presidente de Honra da Instituição. Desde 1947, participava de congressos, seminários, mesas redondas promovidas em diversas cidades brasileiras, além de ministrar cursos pelo país e, em especial, no Rio de Janeiro.
 
Mas, foi o inconsciente humano e as manifestações do psiquismo que sempre chamaram a atenção do Dr. Jorge para suas linhas de pesquisa. Nesse sentido, dentre os diversos livros escritos englobando as características científicas da Doutrina, merecem destaque:
 
- Energética do Psiquismo – Fronteiras da Alma (1976);
- Forças Sexuais da Alma (1978);
- Impulsos Criativos da Evolução (1989);
- Psicologia Espírita – 1º. Volume (1978) / 2º. Volume (1991);
- Visão Espírita nas Distonias Mentais (1990);
- Busca do Campo Espiritual pela Ciência (1993);
- Segredos do Espírito (1999);
- Ciência, Espiritismo e Reencarnação (2000).
 
Dr. Jorge também foi membro da Associação Brasileira de Jornalistas e Escritores Espíritas (ABRAJEE), atual ABRADE - Associação Brasileira de Divulgadores do Espiritismo, e da Associação Médico-Espírita do Rio de Janeiro (AME-RJ).
 
Participava ativamente, até meados de 2015, no programa “Fala Doutor”, da Rede Boa Nova de Rádio, no qual respondia perguntas e dúvidas dos ouvintes. No ano passado, uma série de eventos homenagearam o centenário de nascimento do Dr. Jorge Andréa e sua atuação no trabalho na Seara do Cristo, tanto como divulgador da Doutrina, como homem de bem. Foi lançado, também, um DVD com uma entrevista concedida por ele ao jornalista André Trigueiro.
 
Dr. Jorge Andréa foi sepultado no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. Na ocasião do seu desencarne, o site do ICEB criou um pop-up personalizado com nota de pesar e falecimento em memória de seu Presidente de Honra.